“A gente nem tem dormido direito”, afirma Yago sobre momento do Vitória

O Vitória não está em um bom momento. Na verdade, é totalmente ao contrário. Com quatro derrotas seguidas, o Rubro-Negro é o 18 na classificação, e, de acordo, com o estudo da FGV EMAp, possuía cerca de 40% chance de ser rebaixado.

Titular nas últimas três partidas, Yago admite que o momento critico do clube tem tirado a paz dos jogadores. Além das cobranças do técnico Paulo César Carpegiani, os próprios atletas vêm se cobrando.

“Nosso grupo se cobra bastante, porque não aceita as derrotas. Uma coisa é perder e achar que está tudo bem. Outra coisa se indignar com a derrota, como tem acontecido. A gente nem tem dormido direito. E a gente não quer isso. A gente espera que isso possa acontecer o mais rápido possível”, confessou.

No futebol brasileiro, existe o costume das diretorias dos clubes oferecerem uma gratificação extra para a conquista de alguma meta, o conhecido “bicho”. No caso do time baiano, Yago contou que não há nada certo e que a diretoria não falou nada para os jogadores.

“Não foi falado nada. Até porque, quando está dentro de campo, a gente esquece qualquer coisa. A gente quer o melhor para o Vitória, porque sabe da responsabilidade que é vestir essa camisa. Então, só o fato de botarmos essa camisa é uma responsabilidade enorme. A diretoria não falou nada, nem os jogadores falaram nada a respeito, porque estamos nos cobrando e nós temos que dar a resposta”, contou.

A próxima partida do Vitória será em Chapecó, contra a Chapecoense, às 11h de domingo, 14. Mas o horário ‘anormal’ pode ser uma das últimas preocupações do Rubro-Negro. O adversário é o 15º na tabela, o segundo fora da zona de rebaixamento e com dois pontos de diferença do Leão da Barra.

“Acho que todo jogo decisivo tem o seu lado emocional, a preparação. Estamos tratando esse jogo como jogo decisivo, jogo chave para a gente voltar a retomada de vitória. Então a gente tem que sair daqui de Salvador com o alerta ligado, tratando esse jogo como uma decisão”, finalizou o meia de 23 anos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*