Chapão para deputado estadual vai reduzir bancada do governo, alerta Rosemberg

O deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) não concorda com a decisão do grupo em disputar a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) no chamado chapão. Na noite desta sexta-feira (3), o governador Rui Costa (PT) decidiu que PT, PSB, PSD, PP, PR, PDT, PRP, PMB, Podemos, Avante e Pros integrarão o chapão na corrida pelo Legislativo baiano.

Além do chapão, a exceção ficou por conta do PCdoB, que não coligará na proporcional, e da chapinha formada por PTC e PMN.

Durante a convenção do PT na manhã deste sábado (4), no Parque de Exposições, em Salvador, Rosemberg Pinto afirmou que o chapão vai reduzir a bancada de deputados estaduais da base governista na AL-BA. “Com três chapas, acho que tínhamos a chance de eleger 42 ou 43 deputados estaduais. No chapão, eu acho que haverá uma redução, podendo eleger entre 37 e 40 parlamentares. Atualmente, temos 44 deputados na base do governo”, comparou o legislador em conversa com o BNews.

“Você ir para uma eleição onde a oposição é minoritária do ponto de vista da chapa majoritária e diminuirmos do que temos hoje para o que vamos eleger é uma preocupação que eu tenho como parlamentar. Mas o governador sabe conduzir corretamente o processo. Acho que ele se preocupou também com a unidade da sua base de aliança, principalmente sobre os partidos menores”, disse.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*