Desembargador do TJ-BA decide que Prefeitura pode cortar ponto dos professores em greve

O desembargador Baltazar Miranda Saraiva, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), decidiu que a Prefeitura de Salvador pode cortar o ponto dos professores municipais que estão em greve há quase um mês.

O mandado de segurança havia sido impetrado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado da Bahia (APLB) questionando o corte dos pontos, mas o desembargador entendeu que a Prefeitura pode efetuar os cortes.

Os professores argumentavam que é “plenamente possível” a reposição das aulas do período de greve. Assim, os estudantes não ficariam prejudicados.

A APLB pode recorrer da decisão.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*