Bienal do livro será sediada em Salvador em 2020

Uma das primeiras atrações confirmadas para o novo Centro de Convenções será a Bienal do Livro em 2020. O acordo foi assinado nesta segunda-feira, 9, pelo prefeito ACM Neto. Segundo ele, os outros eventos no local ainda não podem ser confirmados pois estão em fase de negociações.

O prefeito comentou também sobre a polêmica na Bienal do Rio de Janeiro. “Aproveitamos uma oportunidade que não poderia ser desperdiçada. Houve toda uma polêmica envolvendo o Rio de Janeiro e a bienal, e eu, como gestor, acho que a Prefeitura de lá agiu de maneira equivocada. Enxergamos essa oportunidade de trazer a bienal, que acontecia em Salvador até 2013, e contactamos os organizadores do evento, colocando Salvador para sediar. Vai ser um dos grandes eventos do próximo ano do Centro de Convenções. E vai acontecer do jeito que é o povo baiano, sem nenhum tipo de censura ou restrição à produção literária”, concluiu.

Nova concessão

Foi assinado na manhã desta terça-feira, 10, o contrato de gestão do Centro de Convenções de Salvador (CCS) com a empresa francesa GL Events. A empresa fará a adminstração pelos próximos 25 anos. O evento aconteceu no local de construção do equipamento, na Boca do Rio, e contou com a presença do prefeito ACM Neto, do secretário de Cultura e Turismo Claudio Tinoco, além de representantes da GL Events.

ACM Neto indicou o motivo para a Prefeitura não gerir o espaço. “Não tinha sentido a prefeitura fazer a gestão desse equipamento, porque temos que dar atenção a outros pontos. Por isso, abrimos a licitação e a GL foi escolhida para gerir”.

O investimento no CCS gira em torno de R$ 10 milhões em outorga fixa. A empresa francesa ficará responsável pela comercialização e atração de eventos para o local. O novo Centro de Convenções, localizado na Boca do Rio, está em obras e tem previsão de ser inaugurado em 21 de dezembro. Segundo a prefeitura, as obras estão 65% concluídas.

A estrutura terá 37 mil m² de área construída em um terreno de puco mais de 103 mil m². As instalações são em formato de uma pomba, símbolo da bandeira de Salvador. O CCS terá capacidade para receber 14 mil pessoas simultaneamente.

Seja o primeiro a comentar

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Comunidade Autêntica. É de inteira responsabilidade de seus autores podendo responder caso violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.