E.C Bahia: Vergonha! Flamengo vira sobre o Bahia, e torcida grita “é campeão!

É campeão?

De virada, o Flamengo venceu o Bahia na noite deste domingo, voltou a abrir 10 pontos de vantagem para o vice-líder Palmeiras e deu a senha para que a torcida entoasse o grito de “é campeão!” no Maracanã. Não, ainda não há garantia matemática do título rubro-negro. Mas os gols de Reinier, Bruno Henrique e Gabigol que garantiram a vitória por 3 a 1 dão a impressão de que a conquista é uma questão de tempo…

  • Peguem a calculadora

    O Flamengo foi aos 77 pontos com a vitória sobre o Bahia (nono, com 43 pontos), enquanto o vice-líder Palmeiras tem 67. A conta rubro-negra é simples, na verdade. Para ser campeão, a equipe precisa vencer os dois próximos jogos (contra Vasco e Grêmio), e o Palmeiras não pode vencer o Bahia. Se não quiser depender de outros resultados, o Fla, nesse caso, só precisa somar mais oito pontos.

  • Recordes do garçom Gabigol

    Gabigol vivia uma noite atípica até os 42 minutos do segundo tempo. Isso porque os gols de Reinier e Bruno Henrique saíram de assistências suas – as duas com a perna direita, diga-se de passagem. No fim do jogo, no entanto, guardou o seu em rebote de cobrança de falta de Arão e alcançou duas grandes marcas: igualou Zico em número de gols pelo Flamengo em uma edição do Brasileirão (21) e ultrapassou Hernane Brocador na artilharia do clube numa só temporada (37).

  • Primeiro tempo

    O Flamengo foi a campo para completar, diante do Bahia, um turno de invencibilidade no Brasileirão. Mas o adversário que o venceu por 3 a 0 na Fonte Nova se mostrou novamente um rival indigesto, sobretudo no primeiro tempo. A equipe de Roger Machado trocou passes quando possível, levou perigo nos contra-ataque e abriu o placar aos 38 num lance de bastante azar da defesa do Fla – desde o corte de Marí que explodiu em Filipe Luís até o desvio contra de Arão. O Flamengo parecia uma equipe preguiçosa.

    Gabigol em ação na partida entre Flamengo e Bahia
    • Segundo tempo

      No intervalo, João de Deus (na beira do campo graças à suspensão de Jorge Jesus) trocou Vitinho por Reinier e povoou a área do Flamengo. Foi assim que saiu o gol de empate: Gabigol, mais aberto na direita no segundo tempo, cruzou, e a joia rubro-negra escorou de cabeça. A virada era uma questão de tempo e saiu aos 26 depois de um grande passe de Filipe Luís para Gabigol, que deu de primeira para Bruno Henrique, que completou para o fundo das redes. Duas assistências de Gabriel? Faltava o gol. E ele saiu, por incrível que pareça, no rebote de uma cobrança de falta de Willian Arão. O volante bateu com categoria no travessão, e o camisa 9 só empurrou para selar a vitória.

      Gabigol e Bruno Henrique, do Flamengo, comemoram contra o Bahia

      Gabigol e Bruno Henrique, do Flamengo, comemoram contra o Bahia (Foto: André Durão/GloboEsporte.com)

    • Próxima rodada

      O Flamengo volta a campo pelo Brasileirão na próxima quarta-feira para enfrentar o Vasco, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã. O Bahia, por sua vez, só joga no domingo: enfrenta o Palmeiras na Fonte Nova, às 16h.

      Fonte: GE-RJ

Seja o primeiro a comentar

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Comunidade Autêntica. É de inteira responsabilidade de seus autores podendo responder caso violem a lei e/ ou direitos de terceiros. Comentários postados que não respeitem os critérios podem ser removidos sem prévia notificação.